GEI Brasile

BELINI, Cledorvino

belini

Cledorvino Belini (São Paulo, 3 de maio de 1949) é um executivo brasileiro, presidente da Fiat do Brasil e presidente da Fiat Chrysler para a América Latina.
Belini assumiu em fevereiro de 2004 o cargo de presidente da Fiat Automóveis para a América Latina. Em 2005, assumiu a presidência de todo o Grupo Fiat para a América Latina. Com a aquisição do controle acionário da Chrysler pela Fiat, em 2011, Belini também assumiu a responsabilidade pelas atividades desta empresa no continente. Entre março de 2010 e abril de 2013, exerceu o cargo de presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).
É formado em Administração de Empresas pela Universidade Mackenzie e cursou a pós-graduação em Finanças no curso de mestrado na USP. Possui MBA pelo FDC/INSEAD, obtido em 2002. Em 2009, Belini passou também a integrar o Conselho Executivo do Fiat Group (GEC), a mais elevada instância mundial de comando executivo do grupo.
Belini também é diretor presidente da Fiat Finanças Brasil, desde 2005 e presidente do Conselho de Administração do Banco Fidis desde janeiro de 2009. Além disso, é membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), do Conselho Estratégico da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), do Conselho Superior Estratégico da Federação das Indústrias no Estado de São Paulo (Fiesp), do International Advisory Board da Fundação Dom Cabral e atua no Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI).
De 1987 a 1993, foi diretor de compras da Fiat Automóveis, destacando-se a racionalização do parque de fornecedores e a criação de uma base de fornecedores em Minas Gerais, vizinhos à fábrica de automóveis (a “mineirização”), o desenvolvimento da fábrica integrada e a implantação do just in time e do kanban, com redução drástica dos estoques.
A partir de 1994, foi diretor comercial e diretor geral da Fiat Automóveis. Nesta época, foi o responsável pela introdução do sistemas de vendas Mille On Line, campanhas publicitárias e lançamento do Fiat Palio, o carro mundial da Fiat.
Belini atuou também na Fiat Allis (1973 a 1986), atual Case New Holland, onde começou como supervisor de Sistemas e Métodos, foi gerente de Peças de Reposição, gerente geral de vendas de tratores, gerente de materiais e chegou à posição de diretor de materiais, cargo que ocupou de 1983 a 1986. Antes disso, atuou no setor de Recursos Humanos da IRF Matarazzo (1967 a 1973). Foi professor na Universidade São Marcos de 1975 a 1982.
Dirige o Instituto Minas Pela Paz (IMPP), organização da sociedade civil de interesse público (Oscip) criada a partir da iniciativa da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) e das maiores empresas do Estado com o objetivo de contribuir com o governo no sentido de combater a violência, reduzir a criminalidade e promover a inclusão social por meio da educação. A instituição vem se destacando por elaborar, propor e implantar soluções viáveis, com uma abordagem empresarial, sempre focadas no estímulo à participação da sociedade na promoção da cidadania.
Em 2011, foi lançado o livro “A Virada Estratégica da Fiat no Brasil”, de Betania Tanure e Roberto Patrus, que analisa o estilo de gestão de Cledorvino Belini e o desempenho recente da Fiat no Brasil.

Títulos

Executivo de Valor – Categoria Veículos e Peças: 2007, 2008, 2009, 2010, 2011, 2012 e 2013 – pelo Jornal Valor Econômico

Prêmio Líderes Mais Admirados no Brasil: 2012- revista “Carta Capital”

Medalha da Inconfidência concedida pelo governo de Minas Gerais

Recebeu a Comenda Grande Ufficiale Della Republica Italiana concedida pelo Presidente da República da Itália

Título “Administrador Emérito”, concedido pelo CRA-SP – Conselho Regional de Administração de São Paulo

Industrial do Ano 2005 – pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG)


Copyright © 2014 GEI Brasile - Gruppo Esponenti Italiani